Como montar um projeto com paisagismo em eventos?

Montar um projeto com paisagismo em eventos é uma das tarefas que podem deixar qualquer iniciante do ramo com a pulga atrás da orelha.

Afinal, além de ter de lidar com toda a questão visual, ainda existe essa questão natural, que precisa ser pensada com cuidado.

Pensando nisso, separamos aqui um esquema simplificado que você pode começar a seguir para ter sucesso.

Vamos lá?

1. Veja exatamente o que o seu cliente quer

O primeiro passo para começar um projeto é entender o que aquele que vai pagar a conta está buscando.

Parece loucura, mas a verdade é que muitos paisagistas, ao começar um projeto, ficam tão empolgados com o desenvolvimento, que podem acabar deixando o desejo do cliente um pouco de lado.

Sendo que isso não é nada bacana.

Isso porque, a ideia não é apenas garantir que tudo seja finalizado, mas que o cliente realmente esteja satisfeito ao final.

Logo, isso quer dizer que importa mais a opinião do cliente do que a sua, assim como é preciso balancear esse desejo com o que realmente é possível.

Então, comece marcando uma entrevista inicial.

Neste primeiro momento, tente entender qual a visão que o cliente tem, o que foi que ele viu por aí, o que já sabe e quais são as lacunas que ainda não foram preenchidas.

Assim, você vai descobrir que existe muito material de trabalho que pode ser utilizado de maneira mais sábia.

Não deixe de questionar o cliente sobre seus desejos, vontades pessoais, objetivos ou quaisquer outras informações que possam ser interessantes de alguma maneira.

2. Faça um levantamento do lugar na hora de montar um projeto com paisagismo em eventos

Uma das coisas que muitos paisagistas parecem se esquecer é que tudo aquilo que você faz é pensando de acordo com um local.

Desse modo, conhecer esse lugar e entender exatamente como ele é e funciona é essencial para bons resultados.

Neste aspecto, o curso de paisagismo ensina que não basta pegar informações, o ideal é visitar o local do evento.

Principalmente no início de carreira, essa visita permite que você entenda a dinâmica, não apenas sob o ponto de vista do cliente, mas sim profissional.

Pense que, o cliente, pode dizer que ele tem um jardim de inverno que vai ser usado como palco para uma festinha.

Ao visitar, você descobre que se trata apenas de uma varanda com jardins verticais e alguns itens de decoração.

Então, na hora de começar um projeto, busque entender o local indo até ele ou mesmo através de fotos e vídeos.

Veja quais são as estruturas locais, como árvores, jardins, bancos e muros.

De acordo com essas estruturas, o local pode receber mais ou menos iluminação solar, o que também impacta no projeto.

Portanto, anote tudo e tenha certeza de que realmente conhece o lugar no qual está trabalhando.

3. Sempre faça um anteprojeto

O anteprojeto tem como finalidade dar início a todas as ideias e possibilidades que você tem em vista, como um ponto de partida.

Assim, ao invés de gastar horas e semanas para fazer um projeto completo, você começa a definir pequenas coisas.

De acordo com alguns profissionais, esse anteprojeto serve como uma base, para você apresentar ao cliente e entender melhor o que ele está esperando.

Afinal, é possível apresentar a ideia, que ainda não foi totalmente finalizada, e ver quais são as mudanças a se fazer.

Neste primeiro momento, a ideia é reunir toda a criatividade e informação que você possui, para apresentar novidades e soluções.

Então, pense no estudo de campo, do local, bem como a ideia que o cliente apresentou para definir esse primeiro pontapé de projeto.

Geralmente, é neste primeiro momento que você apresenta ideias de:

  • Novas plantas;
  • Mudanças na vegetação;
  • Alteração ou inclusão de mobiliários;
  • Iluminação e até mudanças na cor e espaço.

Como se trata de um projeto com paisagismo em eventos, é preciso pensar também no tipo de evento, para que aquilo que for escolhido, se encaixe em tudo, ou quase tudo.

Hora de apresentar a sua ideia

Uma das coisas pouco ensinadas no curso de paisagismo, mas que deve ser pensado, é o momento da apresentação.

Além de estar munido de todo o material que pode precisar, o ideal é ter em mãos outros documentos que podem ajudar, como um software de apresentação, imagens de referência e assim por diante.

Lembre-se, você é o profissional e deve ter as respostas!

Entretanto, se surgir alguma dúvida, informe ao seu cliente que vai pesquisar mais, para realmente ter certeza do que está dizendo.

Cuidados com as promessas!

4. Montar um projeto com paisagismo em eventos é apresentar alguma inovação

Diferentemente de projetos de edifícios, o paisagismo em eventos sempre conta com alguma nova informação.

Ou seja, alguma coisa que outras pessoas ainda não têm e não conhecem.

Justamente por isso, é essencial pesquisar e montar um anteprojeto, para entender melhor o cenário e desenvolver todas as suas ideias.

Por exemplo, algumas dicas que você pode seguir incluem:

  • Aproveitar recursos naturais, como luz solar e a vegetação nativa;
  • Focar em recursos que sejam renováveis;
  • Evitar áreas que possam acumular lixo ou não serem realmente aproveitadas;
  •  Aproveitar materiais para móveis e construção em geral que tenham maior durabilidade;
  • Conferir plantas que sejam ornamentais para criar ambientes incríveis;
  • Apostar nas ideias de paisagismo, cenografia, entre outras.

Dica de ouro

Por fim, é importante destacar que montar um projeto com paisagismo em eventos é algo aprendido na teoria e prática.

Portanto, não tenha medo de testar novas ideias, fazer novos cursos, participar de workshops e parcerias.

Além do mais, ao invés de evitar projetos por falta de conhecimento, dê opções, converse com o cliente e veja o que pode ser feito.

Enfim, você ainda ficou com alguma dúvida?

Comenta aqui embaixo para que eu possa ajudar ou aproveite e compartilhe as suas dicas com nossos leitores.

Ao mesmo tempo, deixe a sua dica de conteúdo para as próximas páginas, garantindo o conhecimento que você quer ter.

Grande abraço e até o próximo post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *