Tipos de montagem para feiras em SP

postado em: Corporativo, Decoração, Estruturas | 0

Feiras, principalmente em SP, a maior metrópole da America do sul, são um ótimo ponto de encontro para aumentar o networking (rede de contatos) e até para fazer a venda de determinados produtos.

A Montagem de Stands para Feiras SP pode não ser um trabalho tão fácil, principalmente quando existe uma gama de opções para decorar e montar, principalmente quando você escolhe fazer esse trabalho sem uma empresa especializada para tal.

Essas feiras funcionam como uma vitrine (geralmente com temática especial) que contam com diferentes empresas por um período e espaço pré-determinado. Assim, ficam alocadas em stands para apresentar seus produtos.

Para entender um pouco melhor sobre os diferentes tipos de stands que podem ser encontrados nessas feiras e como fazer uma ótima vitrine para o seu negócio acompanhe este artigo até o final.

Montagem de stands.

A Montagem de stands para feiras é algo que requer atenção, principalmente quando a demanda a qual irá atender é empresarial. Para isso, é preciso considerar quais produtos serão levados e usados.

Existem vários tipos de stands com peças e formatos diferentes, para entender melhor isso vamos abordar aqui os principais modelos:

1. Stand básico

Esse modelo é geralmente montado com perfis em alumínio e tem um carpete aplicado direto no chão.

Paara a decoração é possível contar com paredes com painéis, iluminação com spots e alguns móveis padrões como prateleiras, balcão, cadeiras e mesa.

Normalmente é uma opção entregue pela promotora da feira, uma opção de baixo custo para aqueles que irão expor.

2. Stand especial

Segue o padrão do stand anterior, mas muda sua estrutura de materiais, ainda constituído de sistema com perfis em alumínio a diferença está na montagem que pode agregar outros benefícios e estruturas, como:

  • Sala de Reunião;

  • Piso elevado com forração tipo carpete;

  • Vitrines;

  • Prateleiras;

  • Totem com logomarca;

  • Bancadas;

  • Vidros;

  • Balcões.

Assim, atraindo mais atenção do público que circulará pelos ambientes.

Ainda existem outros itens que podem ser adicionados ao sistema modular, que sua estrutura flexível permite.

Apesar de tudo, ainda é uma opção econômica e quem optará por determinadas mudanças é o próprio expositor, dependendo do seu público-alvo, sua verba, o produto e outros aspectos que o marketing entender como importante.

A montagem desse stand é comumente oferecida por fabrica de eventos, o que faz com que sobre mais tempo para o expositor se preocupar com o produto.

Para se ter uma ideia, em caso de produtos que visam um cliente com maior poder aquisitivo, o stand deverá contar com detalhes mais requintadas, como um local de conversa mais fechado, vitrines para exposição de produtos de valor mais alto e etc.

3. Stand cenográfico

É o tipo de stand mais interessante, pois esse modelo é o mais versátil permitindo que a imaginação não tenha limites com relação a estrutura e decoração do ambiente.

Desde que o espaço da feira permita, é possível usar diversos materiais alternativos, cenários, materiais reciclados e surpreendentes.

Depende muito do tipo de público que pretende atingir, ele é muito indicado para produtos com a curva fora de mercado padrões, para impactar o cliente no primeiro contato visual.

4. Stand misto

Provavelmente a opção que garante a melhor relação custo-benefício e a qualidade de um stand personalizável, permite que ofereça ao seu cliente um design mais moderno sem ter que abrir mão da maior parte do seu orçamento.

Com esse modelo é possível usar as modulações padrão dos outros stands com peças em vidro, madeira e vitrines, fazendo com que o ambiente se torne mais confortável ao visitante e mais próximo da identidade visual da marca.

A estrutura metálica na cobertura de feiras

Normalmente, há nessas feiras um tráfego de pessoasé extremamente grande (em alguns casos até a circulação de maquinários de pequenos e médios porte).

Por esse motivo, o local tem que garantir firmeza e confiabilidade aos expositores e ao público em geral.

Nesse sentido, o mais indicado é a utilização de uma estrutura metálica para cobertura, que entrega consistência na sua montagem e firmeza durante a feira (que pode estender-se durante dias).

Esse material também é o mais indicado na proteção contra chuvas e demais intempéries que podem comprometer o rendimento da feira.

Como já dito anteriormente, talvez pela gama de opções fique um pouco complicado definir o que fazer, como fazer, o que levar e que tipo de stand montar, mas com essas dicas dos tipos de montagens será possível ter uma organização maior e uma visão mais ampliada na hora de ir a feiras.

Com isso em mente é importante sempre estar em ambientes que casem com o público-alvo do seu negócio, afinal essas feiras são uma concentração de pessoas que procuram itens de um segmento específico, o que ajuda muito a atrair todos os seus possíveis clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *