5 dicas para montar um palco incrível em seu evento

postado em: Aluguel, Estruturas | 0

A montagem de palco é um serviço contratado em todos os tipos de eventos, desde palestras corporativas até shows de bandas internacionais, passando por festas de casamento e aniversários.

Trata-se de uma estrutura usada para colocar certos elementos em evidência, sejam eles um palestrante, um DJ ou um grupo de músicos.

Quase todos sabem que, quando o assunto é uma estrutura palco desmontável, a segurança é um dos principais fatores a ser levados em consideração.

Isto porque, caso ela tenha que suportar um peso acima do recomendado, ou seja de má qualidade, há grandes chances de que ela não resista e ceda. Isto, por sua vez, pode causar uma tragédia.

Porém, ela tampouco deve ser meramente funcional. Os profissionais que sabem como fazer um palco para show e outras ocasiões afirmam que esta estrutura é fundamental para o sucesso – ou fracasso – do evento: tudo depende de como ela condiz ou não com seu porte e atmosfera.

Aprenda, neste post, algumas dicas para montar um palco excelente para qualquer ocasião:

1 – Tenha o porte do evento em mente

Quando uma pessoa pesquisa a respeito da locação de palco para eventos, vai se deparar com estruturas dos mais diversos portes: altas e baixas, largas e estreitas.

O primeiro passo para fazer uma boa escolha é decidir qual se encaixa mais no perfil da ocasião.

Caso ela seja mais intimista, como um ciclo de palestras internas de uma empresa, não é preciso contar com um palco muito opulento: normalmente, o aluguel de tablado costuma ser suficiente.

Agora, caso o evento em questão seja um festival de música, com dezenas de bandas se apresentando no mesmo espaço e uma grande expectativa de público, é preciso contar com uma estrutura maior e mais robusta.

2 – A iluminação é fundamental

Outro fator que pode dar o tom de um evento é o planejamento da iluminação. Por exemplo: é muito difícil imaginar uma ocasião corporativa mais formal repleta de luzes coloridas, que piscam praticamente sem parar.

Em compensação, um show de uma banda de rock não é completo sem um complexo jogo de luzes, que ajude a animar o público.

Mas isso não é tudo: é fundamental que a iluminação seja projetada de maneira integrada com o som ambiente e com o palco onde a atração em questão se apresentará. Afinal, ela deve valorizar o ambiente e atrair a atenção do público para o local correto.

3 – Invista em projetores

Além do aluguel de palco e som, em alguns casos, o uso de imagens também pode ser interessante. Em eventos corporativos, por exemplo, elas costumam ser usadas para:

  • Mostrar vídeos motivacionais;
  • Mostrar relatórios gráficos de resultado;
  • Projetar a logomarca da empresa;
  • Mostrar imagens complementares à apresentação.

Entretanto, este recurso também pode ser útil em shows: é possível usá-lo para projetar vídeos e imagens da banda, complementando a atmosfera da apresentação.

Contudo, é preciso ter cuidado: a estrutura do palco deve incluir algum local para as projeções, como um pedaço de lona na parte de trás.

Do contrário, elas serão de má qualidade e poderão até mesmo comprometer o nível de profissionalismo do evento.

4 – Pense em formatos inusitados

Nem só de palcos tradicionais e retangulares vivem os eventos. No caso de ocasiões mais descontraídas ou modernas, como shows ou eventos de marketing e vendas, é possível investir em formatos que fujam do lugar comum.

Por exemplo: ele pode ter uma parte arredondada, uma plataforma que vai em direção ao público ou, até mesmo ser em formato de U, para que o espetáculo aconteça ao redor das pessoas presentes.

Ou, então, parte dele pode ser elevada, como se fosse uma arquibancada. São maneiras simples de proporcionar uma experiência sem igual ao público.

5 – Considere a acessibilidade

Nem todos sabem que as leis de acessibilidade não se aplicam apenas a edifícios: é muito importante que, em eventos, o palco também esteja preparado para facilitar o acesso de pessoas com dificuldades de locomoção.

Felizmente, isso é simples: basta substituir escadas de acesso por rampas e assegurar-se de que há corrimãos firmes para facilitar a locomoção.

Caso isso não seja possível, pode-se instalar um elevador para cadeirante próximo ao ponto de acesso: como estes aparatos são hidráulicos e não requerem uma casa de máquinas, eles não consomem muito espaço e podem ser instalados em praticamente qualquer lugar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *