Containers em eventos

postado em: Eventos | 0

Atualmente, uma das opções mais requisitadas é alugar container para eventos e para fins comerciais. Isso porque essa é uma opção viável por poderem ser utilizados para diversas finalidades, servindo para armazenamento, stand de venda, bilheterias, palcos, camarotes e qualquer outra finalidade possível.

Independente da função que eles irão exercer, elas podem ou não ter uma porta container, o que vai variar depende do de evento e de suas especificações.

Alugar um container para eventos pode ser uma alternativa para realizar feiras, festivais e até exposições. De modo geral, ele pode acoplar recursos variados, promoção de marcas, produtos e empresas.

O container oferece um espaço seguro e, ao mesmo tempo, bem diferente para organização de um evento. Isso pode ser até uma vantagem no quesito tempo.

Ele ainda proporciona vastas opções com relação às dimensões do produto. O cliente pode escolher entre os tamanhos de Container 20 pés; container de 40 pés; container 60 pés.

Com essas três opções, o cliente pode escolher qual o container se adequa melhor ao evento que irá proporcionar, assim, o ambiente agrega benefício visual, sendo atrativo e convidativo.

O container para stand de vendas ou guaritas é ideal para os eventos como os esportivo, shows, apresentações, entre outros, por permitir montar áreas de atendimento ao público. Assim é possível deixar a marca em destaque. Entre os itens que compõem esse container temos:

  • Container duas janelas;
  • 1 janela panorâmica;
  • 1 ponto de iluminação;
  • Porta de acesso;
  • 2 tomadas de elétrica embutidas;
  • 1 ponto de telefone embutido.

Além disso, tem entrada para ar condicionado com suporte; no teto do container há um teto com isolamento térmico; isopor texturizado de 3 cm nas paredes e painéis termoacústicos que funcionam como uma divisória na cor cinza.

Vale frisar que sua instalação elétrica se estende até a saída da unidade.

No container para bilheteria, o cliente ganha praticidade, economiza tempo e evita burocracias. Além disso, garante a segurança, porque sua estrutura é forte e tem muita estabilidade.

Nele contém é possível incluir 2 janelas, 2 pontos de iluminação, porta de acesso, 4 tomadas de elétrica, 2 pontos de telefone, 16 guichês, entrada para ar condicionado com suporte, isolamento térmico no teto com isopor e instalação elétrica até a saída da unidade.

Mas, a qualquer dúvida sobre os conteiners procure um profissional especializado no assunto que ele lhe dará mais informações.

Entenda mais sobre trabalho em espaço confinado

O Trabalho em espaço confinado é todo o serviço que envolve aberturas de entrada e saída limitadas e ventilação natural, escassa e com pouco ou nenhum oxigênio.

Considera-se locais de espaço confinado escavações, construções de poços, instalações e manutenções de redes de água, gás e esgoto. Essas atividades têm uma regulamentação que garante a segurança dos trabalhadores.

Isto, porque, trabalhar em um espaço confinado possui riscos altos e fatais como asfixia por intoxicação por substâncias químicas, quedas, soterramentos, choques elétricos, explosões e incêndios gerados pela presença de vapores e gases inflamáveis.

Com tanta periculosidade, esse serviço necessita de uma gestão de segurança e saúde rigorosa, com ações preventivas de riscos, medidas administrativas de controle e treinamento necessário para o trabalhador que se encontra nessas condições.

Por conta disso, a Norma Regulamentadora n° 33 do Ministério do trabalho é responsável por estabelecer algumas regras para exercer esse trabalho.

A Norma impõe que os espaços confinados sejam devidamente sinalizados, identificados e isolados, impedindo que as pessoas não autorizadas acessem esses locais evitando acidentes.

Outro fator importante de ser mencionado sobre essa Norma é que o profissional somente poderá acessar tais locais após a realização e validação da PET, Permitida de Entrada e Trabalho.

O PET é um formulário que lista os procedimentos de segurança e emergência para exercer a tarefa e requer preenchimento do supervisor da entrada.

A NR 33 também observa como forma complementar as normas da ABNT como a NBR 14.606 e ABNT NBR 16.577, tudo visando a segurança nos espaços confinados.

Saiba mais sobre manutenção preventiva de ar-condicionado

Normalmente a manutenção de ar condicionado é realizada apenas quando o aparelho apresenta algum problema como mau cheiro, vazamento ou dificuldade de resfriamento.

Entretanto, optar por realizá-lo não é fazer somente a limpeza dos filtros (prática mais conhecida), é precisa checar outros itens como o sistema de drenagem, isolamento da unidade interna e externa, serpentinas, capacitores, contatos dos cabos elétricos, fluído refrigerante, conjunto ventilador, entre outros pontos do aparelho.

Ao aderir a Manutenção preventiva ar condicionado as chances de o dispositivo apresentar algum problema e deixar de desempenhar sua funcionalidade de uso é reduzida.

Essa manutenção também traz economia, pois, quando o problema é detectado com antecedência, pode-se evitar que outras partes do equipamento sejam danificadas.

A limpeza do aparelho deve ser realizada nas unidades interna e externa, pela substituição de pilhas e limpeza dos filtros.

É importante ter técnicos credenciados e aptos para verificar e garantir o funcionamento correto do ar condicionado.

Quanto mais o aparelho for usado, mais frequente deve ser realizada a manutenção, prolongando a vida útil do aparelho.

Referências:

http://www.rentconlocacoes.com.br/alugar-container-para-eventos/

http://blog.inbep.com.br/tudo-trabalho-em-espacos-confinados-nr33/

https://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/trabalho-em-espacos-confinados-exige-controle-rigoroso_15396_38_0

http://www.komeco.com.br/blog/consumidor/manutencao-preventiva-de-ar-condicionado-quando-e-como-fazer.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *