5 dicas indispensáveis sobre segurança em instalações elétricas de eventos

postado em: Aluguel, Equipamentos | 0

 

As construções provisórias, como circos ou stands em eventos, precisam de cuidados como qualquer outra construção.

Ainda que seja muito mais simples, há a presença de muitas pessoas e equipamentos que não são usados em muitas construções fixas, como a Instalação de geradores a diesel. Quando os cuidados necessários não são tomados, há muitos riscos, pode vir a acontecer:

  • Princípio de incêndio;
  • Descargas elétricas;
  • Desarme de um disjuntor;
  • Ruídos na telefonia;
  • Equipamentos eletrônicos queimados;
  • Problemas de iluminação.

Seja organizado

Isto é, a segurança das pessoas e a qualidade do evento podem ser seriamente comprometidos. Por isso, este artigo apresenta 5 dicas essenciais para que se tenha segurança na instalação elétrica de eventos!

1. Faça uma lista dos equipamentos usados

Uma dica muito importante para ajudar o projetista, é listar todos os equipamentos elétricos que serão usados no estande ou local do evento, as informações obtidas serão muito úteis ao Contratar gerador casamento.

Essa lista deve conter os equipamentos de som e suas voltagens, os equipamentos de iluminação, equipamentos eletrônicos como projetores, televisores, enfim, a lista deve ser completa. Isso evita sobrecarga de energia e promove melhoria na organização em geral.

2. Utilize o cabo terra

O cabo terra (fio terra) é essencial, para que se estabilize a tensão elétrica em casos de sobrecarga e garante que não haverão descargas elétricas. Um exemplo clássico de desvantagens da ausência do fio terra, é quando se recebe uma pequena descarga elétrica ao ligar ou desligar um interruptor da casa.

No entanto, no caso de uma instalação provisória (eventos), isso pode ser mais sério. Assim, ao pesquisar por Preço aluguel gerador casamento se certifique de que a instalação do aparelho conte com o aterramento do sistema elétrico.

3. Utilize os disjuntores corretos

A principal função de um disjuntor, é impedir que haja a queima dos equipamentos eletrônicos. Isto é, quando a quantidade de energia ultrapassa o suportado pelo sistema, o disjuntor desliga e tudo para de funcionar antes de ser queimado.

Isso significa apenas uma pausa no evento, para resolver o problema e ligar o disjuntor novamente e não o seu fim por danificação dos equipamentos.  É preciso sempre contar com um disjuntor antes do Transformador de baixa tensão, para que ele não fique sempre ligado.

No entanto, é importantíssimo que se escolha um disjuntor com capacidade de carga correspondente ao sistema. Um disjuntor de menor capacidade com um sistema de maior de carga, gera desarmamentos constantes. Mas quando o contrário acontece, quando se utiliza um disjuntor com capacidade maior do que a carga do sistema, é possível que se inicie um incêndio.

4.  Posicione o gerador em um local bem nivelado

É preciso se certificar de que o gerador não está inclinado, pois isso pode gerar vazamentos, o que prejudicaria a lubrificação e o seu funcionamento. Além disso, existem muitas etapas de Como ligar um gerador a diesel e todas devem ser seguidas com atenção, a fim de evitar imprevistos.

A primeira coisa a se fazer, é colocar óleo no compartimento lateral e diesel no compartimento superior, a quantidade, geralmente, é estabelecida pelo fabricante.

Depois, instala-se a bateria, tomando sempre muito cuidado com as conexões e o aperto dos parafusos. Então, é preciso retirar o ar da mangueira de combustível. Finalmente, baixe a alavanca de descompressão, coloque a alavanca de “liga e desliga” na posição correta, gire a chave na posição 2 (ou indicada pelo fabricante), conecte o equipamento e ligue o disjuntor. O passo final é apertar o botão de ligar.

5. Mantenha o transformador resfriado

Os Transformadores a seco são resfriados pela troca de calor do ar com o ambiente, ao passo que os transformadores a óleo são resfriados pela troca de calor do óleo com o ambiente.

A vantagem de optar por um a seco, é que eles são mais sustentáveis e mais portáteis. Resfriar o transformador é essencial, pois o chamado “efeito joule” faz o seu aquecimento ser constante, o que pode resultar em acidentes, até mesmo incêndios.

A dica mais importante é sempre seguir as normas ABNT e contar com profissionais do ramo bem qualificados. Cada sistema elétrico é um caso específico e precisa de cuidados específicos, por exemplo, um evento como uma festa infantil exige muitos brinquedos que utilizam energia, já um casamento tem o maior gasto elétrico com iluminação e som. A segurança deve vir em primeiro lugar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *